Podologia
O que é podologia?
História
Exercer podologia?
Risco do fenol
C.B.O.
Uso de luvas
Esterilização
Resíduos podólogico
Termos técnicos
Calçados
Ferida
Empresas Podologia
Postura Profissional
O que é hanseníase?
Onicogrifose
Laserterapia na Podologia
TCC

  Podopatias
Psoriase
Bicho-do-pé
Bolhas
Calos
Correção de unha
Disidrose
Micose de unha
Pé-de-atleta
Pé diabético
Pé infantil
Rachaduras
Unha
Unha encravada
Verrugas
Uso de Fressa
Alta Frequencia

VERRUGA PLANTAR



   

WORKSHOP DE PODOLOGIA

Profº/ Podologista Orlando Madella Jr.

  Cursos de Fototerapia e Eletroterapia Aplicada na Podologia.

O objetivo do curso é a apresentação dos procedimentos atuais e  mais freqüentes em clínicas podológicas , onde se faz uso da Fototerapia (Laser e LED) e Eletroterapia ( AF), técnicas que as escolas não ministram durante o curso.         

Dirigido a Podólogos portadores de Diploma do Curso Técnico e Estudantes matriculados em  Curso Técnico de Podologia (com comprovação).

Assuntos Abordados

 USO DO LASER, LED e ALTA FREQUÊNCIA NOS PROCEDIMENTOS PODOLÓGICOS: PÉS DIABÉTICOS - ONICOMICOSE – PSORIASE - ONICOCRIPTOSE – VERRUGA PLANTAR - CALOS VASCULARES - ORTOPLÁSTIA - ONICOORTESES – ÓRTESES FOTOPOLIMIZÁVEL.

 

 

  O QUE É VP?

São tumores epidérmicos de origem virótica, causada pelo vírus classificado como HPV - Papiloma Vírus Humano (HPV se multiplica dentro das células da camada espinhosa da epiderme)

São agentes diminutos, contagiosos, e invisíveis. Excepcionalmente, são visíveis através de microscopia óptica. Caracterizam-se por não terem metabolismo independente e terem capacidade de reprodução apenas no interior de células hospedeiras. As verrugas podem ocorrer em, praticamente, toda a superfície da pele inclusive nas mucosas e semi-mucosas onde recebem o nome de condilomas. Por terem como causa um agente infeccioso, são consideradas contagiosas. Incubação de 1 a 20 meses com a média de 9 meses

Onde pode acontecer a contaminação:

Piscina com água contaminada

Pisos contaminados (clube, banheiro, etc.)

Praias onde frequentam cães e gatos

Contato direto com as células virais

Situações de “stress”

Doenças que afetam o sistema imunológico

Uso de medicamentos imunodepressores e imunossupressores

TIPOS DE HPV

 Existem basicamente quatro tipos de verrugas: a mais comum chamada vulgar parece uma couve-flor (áspera e seca); a plana, pode passar despercebida, por ser quase da cor da pele; a filiforme, lembra um pequeno chifre; e a genital, mais úmida e macia, chamada de 'condiloma'. Existem vários tratamentos para as verrugas, sendo os mais conhecidos aqueles que utilizam agentes químicos cáusticos (ANF). O tratamento também pode ser cirúrgico, dependendo do tipo de verruga e da localização da mesma.
       A Verruga Plantar geralmente acontece em crianças, por não terem o sistema imunológico completamente desenvolvido, localizando-se nas áreas de maior pressão, apresentando-se amareladas, pouco salientes, tendo à primeira vista aspecto de calosidade (vulgo 'olho de peixe'). Causam dor intensa, prejudicando o apoio do pé e dificultando a marcha, podendo apresentar-se em um só pé ou em ambos, e por vezes em quantidades maiores do que uma.

PROCEDIMENTOS

Quase sempre são recobertas por hiperqueratose, sendo necessário fazer o desbastamento com bisturi de calosidade ou lâmina descartável de n° 21. O tecido conjuntivo que a rodeia, condensa-se ao seu redor, seguramente, devido à pressão que a verruga exerce em seu seio, lamínulas colágenas, que como as cápsulas constituem uma cesta dentro da qual a verruga se aninha. Após o desbastamento nota-se por transparência a verruga em seu centro, com ponteados negros, que representam os capilares que irrigam cada papila, trombosados em suas extremidades mais superficiais. Esses capilares costumam sangrar abundantemente, sendo necessário uso de medicamento hemostático. Em alguns casos as verrugas plantares multiplicam e disseminam-se por toda a região ou agrupam-se formando amplas placas. Seu tamanho é muito variável, oscilando entre uma cabeça de alfinete e um grosso barbante. O sinal mais constante e revelador são a dor provocada pelas mais leves pressões. Tratamento compete ao Podólogo orientar aos pacientes quando da necessidade de um acompanhamento médico, para um tratamento multidisciplinar (tratamento podológico e médico).

Não devemos confundir Calos com Verruga Plantar.
O Calo Vascular e Neurovascular é formado por hiperqueratose com presença de núcleo de formato cônico (não tem raiz), possui em seu interior vasos sangüíneos e terminações nervosas. Apresenta-se com formação circular, amarelada, cujo volume varia entre um grão de lentilha ou de milho com pequena depressão em sua parte central.Pode causar um Perfurante Plantar? O diagnóstico errado de um calo tomado como uma verruga plantar, o ferimento de um núcleo de calo ou uma calosidade no pé de um diabético, isto porque com a diminuição da sensibilidade, as pessoas passam a não ter a mesma sensibilidade de uma pessoa normal  o perfurante plantar se caracteriza pelo aparecimento de uma úlcera em una zona de apoio, com tendência a avançar em profundidade até o osso, insensível e circundada por uma zona de anestesia A lesão chega - se após um período de tempo mais ou menos longo em que o paciente foi portador de um calo indolor, sobre o qual surgia posteriormente uma úlcera.
       Obs: O tratamento errado pode provocar a iatrogenia (alteração patológica provocada no paciente por um procedimento errôneo).

       Para evitar complicações consulte um Podólogo devidamente habilitado, em seu exercício profissional, com Certificado reconhecido e legal, Termo de Responsabilidade e Alvará de Funcionamento atualizado. Esses registros devem estar expostos em quadros fixados na parede, dentro do gabinete podológico.

25/04/2004

 

Podologista/ Podólogo Orlando Madella Jr

 


Podólogo Orlando Madella Jr.
Av. Paulista, 807 - Conj. 1012
Fone: (11) 3266-4710



Cadastre seu email.
Receba noticias sobre podologia.




Desenvolvido por Madella - Soluções para Internet